quinta-feira, 14 de março de 2013

Procuradoria Regional Eleitoral do Estado de Pernambuco nega recurso de Edson Sousa, prefeito cassado do Brejo da Madre de Deus.



A Procuradoria Regional Eleitoral do Estado de Pernambuco negou no dia 04 deste mês, o pedido de recurso de Edson Sousa e Clarice Correa, prefeito e vice-prefeita do Brejo da Madre de Deus, cassados por abuso de poder econômico e de poder político, ficando inelegíveis por 8 anos.

O Procurador Regional Eleitoral de Pernambuco Antônio Edílio Magalhães Teixeira, posicionou-se pelo desprovimento da pretensão recursal, concluindo que a sentença prolatada em primeira instancia pela Juíza Eleitoral do Brejo da Madre de Deus, Maria Adelaide Monteiro de Abreu, não merece reforma de qualquer espécie.

Agora, após a Procuradoria Regional Eleitoral ter dado o parecer negando o recurso de Edson Sousa, o processo foi enviado na quarta-feira (13) para conclusão ao Desembargador Relator no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE), a decisão deve sair nos próximos dias.

Se o TRE-PE votar pela cassação, o que deve acontecer em Brejo da Madre de Deus é que o segundo colocado no pleito passado, o Sr. Roberto Asfora, assuma a prefeitura de imediato, se não, serão convocadas novas eleições em um prazo que vai de 20 a 40 dias, nesse caso Hilário Paulo, presidente da Câmara de Vereadores assumiria a prefeitura interinamente. 
Do Estação Notícias

Nenhum comentário:

Postar um comentário